Lei de Gérson aplicada no cotidiano - ou: Meio Vila Rica amassado no bolso

Um homenzinho certa vez insinuou se aproveitar de todas as situações em benefício próprio, sem se importar com a ética. Mais tarde o homenzinho em questão experimentou o arrependimento de ter associado sua imagem a um comercial, visto que qualquer comportamento sem ética alguma estava aliado ao seu nome. Nesse post, alguns irão conhecer a Lei de Gérson e irão notar como essa ilustre lei funciona em sua vida.


Por que pagar mais caro se o Vila me dá tudo aquilo que eu quero de um bom cigarro? Gosto de levar vantagem em tudo, certo? Leve vantagem você também, leve Vila Rica!
A Lei de Gérson tem como principio, aproveitar-se do seu semelhante para assim então levar vantagem, sem se importar com a ética, moral e outras regras do convívio em sociedade (se é que existe alguma).

Como você tira vantagem:
  • Não informando cobradores de ônibus, caixas de super-mercado e a "tia da cantina" que o troco esta errado.
Aonde não da certo:
  • Desenhos.
  • Filmes da Sessão da Tarde. 
  • Malhação.
Buzz Buzzard, batizado em terras tupiniquins como Zeca Urubu, é um trapaceiro, digo, adepto da lei de Gérson bastante conhecido nos desenhos animados. Assim como ele, em algum momento você tentara tirar vantagem de algum ser, sendo ele humano, ruminante ou anelídeo.

Onde a lei nem sempre tem um final agradável:
  • Transito
Não ha diferença entre a lei de Gérson e o Jeitinho Brasileiro, sendo que os ambos tem vários efeitos negativos para os cidadãos de boa índole.

Onde eu tiro vantagem:
  • Prendendo sua atenção em um texto que não tem um fim descente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário